Perguntas frequentes: BLW não deu certo com a gente, e agora?

image

Essa pergunta é importantíssima e não é uma dúvida incomum! Por isso sempre vale a pena retomar o conceito do BLW, pra que vcs possam entender porque é considerado como um “método” de introdução alimentar e não somente uma forma de apresentar os alimentos! 😱 E vc achando que era só dar um legume na mão do Baby enquanto vc oferecia a papa né? 🙈 Então vamos lá! BLW significa “Desmame guiado pelo bebê”. Considere o desmame um processo, assim como a introdução dos sólidos. Dos seis meses a um ano de idade aproximadamente, o bebê é introduzido à alimentação complementar e gradualmente, ao longo desse tempo, ESPERA-SE que o bebê passe a comer mais e mamar menos. No Baby-led weaning, quem decide esse tempo é o bebê e não a mamãe ou o cuidador.

Agora, façam uma analogia comigo. Vcs concordam que tem bebês que sentam com 4 meses, outros com 5, outros com 6 e por aí vai, certo? Como pais, temos como estimular que ele sente. Mas não conseguimos acelerar o processo, por mais vontade que a gente tenha, não é mesmo? Agora voltamos à introdução alimentar. Como sabemos quando um bebê está pronto para comer? Existe alguma mágica que acontece na data em que o bebê completa seis meses para que ele de repente esteja pronto para a IA? Claro que não. Mas, no método tradicional, quem escolhe o momento em que o bebê vai comer é a mamãe (ou cuidador). No BLW, não é assim. Deixar que o bebê guie a sua IA significa que ele vai começar a levar a comida à boca quando ele quiser, quando ele tiver interesse. E ele vai começar a mastigar e posteriormente a engolir no tempo dele. Enquanto isso, a mamãe vai estimular, deixando alimentos saudáveis à disposição do bebê no momento da refeição da família, para estimular que ele os imite e comece a comer também. Não é só o fato de ter alimentos em pedaços. Os alimentos em pedaços são importantes pois só dessa forma o bebê pode ter condições motoras de levar o alimento à boca em um primeiro momento. Entender o fundamento do BLW faz com que o processo seja mais simples do que parece. Eu sei que às vezes ficamos ansiosos para que o bebê coma mais, mas quanto mais vc interfere nas escolhas do bebê, mais distante do BLW vcs estão.

Então, concluindo, esse “insucesso” inicial não existe no Baby-led weaning. Se o seu bebê só jogou tudo no chão, lambeu mas não mastigou e nem engoliu, não quis encostar em nada…. Entenda que ele ainda não está preparado para a IA. Está só começando. É difícil lidar com a frustração desse momento então muitas mamães acabam insistindo em dar a papa, ou oferecer em pedacinhos, mas assim acabam por se distanciar do método, pois quem está assumindo a liderança do processo é a mãe e não o bebê. Muitas mães desistem do BLW nos primeiros meses, pois sentem-se pressionadas (pela sociedade em geral) para que o bebê coma. Assim, muitas famílias optam por iniciar o método tradicional e ir oferecendo finger food (alimentos em pedaços) durante o processo – e como já vimos é uma excelente forma de estimulação sensorial! Se esse é o seu caso, sugiro que leia sobre “combinação de métodos” aqui no blog, tem várias dicas legais para quem, por qualquer motivo, não consegue seguir o método à risca, mas simpatiza com os todos os benefícios que o BLW pode trazer ao bebê! 🙂