Crianças pequenas costumam ficar desconfiadas com novos alimentos: ainda que já tenham sido apresentados de alguma forma a eles!

Encontrar pontes cognitivas ajuda a criança a integrar cérebro e reduzir o medo e a ansiedade de provar algo novo. "A cenoura é prima da batatinha que você ama", ou "Esse macarrão parece o espaguete da vovó! Podíamos chamá-lo de espaguete-parafuso!", ou ainda "essa carninha é parecida com aquela gostosa que você me disse que …

Anúncios

Meu filho fala “Eca”!

A princípio, todos nós podemos rejeitar qualquer tipo de alimento que não seja identificável como seguro (você comeria um besourinho frito sem antes pensar bem direitinho sobre o assunto?). A criança, de fato, teve muito menos experiências com diferentes alimentos do que a grande maioria de nós, adultos – e por isso pode ficar desconfiada …

“Toda criança passa por uma fase seletiva”: Será?

Infelizmente, os conceitos de dificuldade alimentar são muito generalizáveis e, por vezes, pais e cuidadores acabam vendo um problema onde na verdade não existe. Na literatura, cerca de 25% das crianças são identificadas pelos pais como tendo algum problema alimentar. De acordo com Kerzner e colaboradores (2015), desses 25%, apenas 1% a 5% preenchem os …

Dez passos para a alimentação saudável da criança de 0 a 2 anos

O Ministério da Saúde/Organização Pan-Americana da Saúde (MS/OPAS) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) estabeleceram, para crianças menores de 2 anos, dez passos para a alimentação saudável. Essa deveria ser a recomendação atual para todos os lactentes, o que chamamos de IA tradicional ou convencional. Infelizmente, no dia a dia, ouvimos relatos que contradizem …