Crianças pequenas costumam ficar desconfiadas com novos alimentos: ainda que já tenham sido apresentados de alguma forma a eles!

Encontrar pontes cognitivas ajuda a criança a integrar cérebro e reduzir o medo e a ansiedade de provar algo novo. "A cenoura é prima da batatinha que você ama", ou "Esse macarrão parece o espaguete da vovó! Podíamos chamá-lo de espaguete-parafuso!", ou ainda "essa carninha é parecida com aquela gostosa que você me disse que …

Anúncios

“Toda criança passa por uma fase seletiva”: Será?

Infelizmente, os conceitos de dificuldade alimentar são muito generalizáveis e, por vezes, pais e cuidadores acabam vendo um problema onde na verdade não existe. Na literatura, cerca de 25% das crianças são identificadas pelos pais como tendo algum problema alimentar. De acordo com Kerzner e colaboradores (2015), desses 25%, apenas 1% a 5% preenchem os …

É cedo demais pra começar a introdução alimentar?

por Gill Rapley , Janeiro 2017* Frequentemente sou contatada por pais de bebês de 22-24 semanas que mostram interesse pela comida sólida. Eles estão com receio de começarem muito cedo, ainda que sintam que seus bebês estão dando claros sinais de que estejam prontos. Enquanto estou impossibilitada de oferecer um guia específico para bebês individualmente, minha resposta geral para esse …

A relação entre o desenvolvimento infantil e a introdução de sólidos

Aprender a comer sólidos é uma parte natural do processo de desenvolvimento. Assim como sentar, andar ou falar. Mesmo que o desenvolvimento de alguns bebês seja mais rápido do que de outros, a sequência do processo acaba sendo muito similar em todos eles. Habilidades novas são adquiridas uma após outra, aproximadamente na mesma ordem. Assim, …