A criança que não come: dificuldade ou comportamento?

Você sabia que apenas 12% das dificuldades alimentares apresentadas pelas crianças possuem causa puramente comportamental? A dificuldade alimentar é uma queixa muito comum em países do mundo inteiro. Ter uma criança que não come, que come muito pouco ou come apenas alguns alimentos específicos é um desafio e tanto para os pais. Muitos acreditam que o …

Como ajudar a criança a aceitar novos alimentos?

Texto traduzido e adaptado de Health US News, escrito pela Nutricionista Tamara Duker Freuman, texto original aqui.   Pais de crianças pequenas geralmente se preocupam com os hábitos alimentares dos seus filhos.  Frequentemente, pais exasperados que - convencidos de que eles tentaram tudo - chegam à conclusão de que seu filho é constitucionalmente um "comedor exigente" …

10 dicas para melhorar a alimentação das crianças pequenas

1 - Acertar a rotina. Acertar os horários de café da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e talvez ceia vão te ajudar a promover auto-regulação e gerar menos ansiedade - tanto pra você quanto pra criança. Não é fácil, pode ter chororô, soneca sem almoço, almoço mais tarde, dia sem jantar, jantar com tv, …

Meu bebê parou de comer!

Durante a fase de introdução alimentar, os bebês passam por diversas fases de inapetência, o que é absolutamente normal, mas deixa qualquer cuidador de cabelo em pé. São inúmeras as razões, que afetam não só a alimentação, como também o humor e o sono do bebê. Por isso, antes de se gabar aos quatro ventos que seu …

11 lições que eu aprendi com Carlos Gonzales

Terminei de ler o livro "Meu Filho Não Come", do pediatra espanhol Carlos Gonzales (editora Timo). De fácil leitura, cheio de obviedades, referências científicas e também de visões pessoais e experiências do médico com o assunto. Eu grifei algumas partes em especial e fiz algumas anotações interessantes que gostaria de dividir com vocês!     1- …

Recusa, controle e distúrbios alimentares: o efeito bola de neve

A recusa alimentar atinge cerca de 25% de crianças em desenvolvimento normal. Essas recusas podem ser provocadas por uma combinação de fatores psicológicos, emocionais e sociais. Estudos que investigam as desordens alimentares em crianças avaliam componentes como a relação familiar, estrutura cultural, temperamento e desenvolvimento da criança, duração do aleitamento materno e práticas da introdução …